Arquivo de tag ios

Poradmin

WhatsApp permite esconder status online em nova versão beta

O que muitos queriam está acontecendo. A nova atualização do WhatsApp beta para Android permite que você decida quem pode ver seu status “online” quando estiver usando o aplicativo.

Até então, era possível restringir quem tinha a informação  do “Visto por último”, ou seja, a última vez que você entrou no app. No entanto, todos os seus contatos saberiam se você estivesse ativamente online no momento em que eles abrissem o chat privado.

Agora, com o WhatsApp beta versão 2.22.16.12 para Android, você pode ocultar completamente seu status “online” de todos os seus contatos ou apenas pessoas específicas.

Diferença do menu de privacidade com a atualização v2.22.16.12 do WhatsApp beta para Android. (9to5google | WABetaInfo)

Diferença do menu de privacidade com a atualização v2.22.16.12 do WhatsApp beta para Android. (9to5google | WABetaInfo)Fonte:  9to5google 

Como tirar o “online” do WhatsApp beta para Android

Para usar esse novo recurso, primeiro você tem que atualizar o WhatsApp beta para a versão v2.22.16.12. Feito isso, entre nas Configurações e selecione Conta> Privacidade> Visto por último e online.

Abaixo da subdivisão “Quem pode ver meu último visto”, terá uma nova seção chamada “Quem pode ver quando estou online”. Você pode escolher entre “Todos“, deixando que seus contatos vejam quando estiver ativo, ou espelhar a configuração do “Visto por último”. Se escolher a segunda opção, poderá restringir o seu “online” apenas para contatos salvos, tirar a visualização de pessoas específicas ou deixar ninguém ver.

Outro ponto importante é que a regra continua a mesma: se você tirar a visualização do “online” para uma pessoa ou todos, não poderá ver quando eles estiverem ativos também.

WABetaInfo já divulgou que esse recurso deve chegar aos aparelhos iOS em algum momento também. Não há uma previsão oficial para que a nova opção de privacidade chegue aos usuários do aplicativo padrão do WhatsApp, já que ainda está em desenvolvimento.

Fonte: TecMundo

Poradmin

WhatsApp libera reações com emojis para app beta do Windows

WhatsApp está liberando as reações com emojino seu aplicativo Beta para Windows. O recurso chega com a atualização mais recente do app para desktop.

A funcionalidade das reações no app Beta do Windows está bastante parecida com o que foi implementado no WhatsApp Desktop. Quando a pessoa passa o ponteiro do mouse em cima de uma mensagem, o botão de reação aparecerá na lateral do balão.

Clicando na opção, surgirão as seis reações estão disponíveis: Curtir, Amar, Rir, Surpreso, Triste e Obrigado. Também é possível ver quem reagiu a uma mensagem tocando no ícone de reação na parte inferior do balão de bate-papo.

As reações com emojis no WhatsApp começaram a aparecer nos apps do Android e iOS em maio deste ano. (WABetaInfo)

As reações com emojis no WhatsApp começaram a aparecer nos apps do Android e iOS em maio deste ano. (WABetaInfo)Fonte:  WABetaInfo 

É válido explicar que o WhatsApp Beta é um aplicativo diferente do WhatsApp Desktop, pois “não é sua versão final”. Através dele, os usuários experimentam ferramentas que estão em período de testes, e ele pode ser instalado tanto em smartphones quanto no computador via Microsoft Store.

As duas versões do WhatsApp disponíveis na Microsoft Store podem ser encontrados facilmente pela barra de pesquisa. (TecMundo)

As duas versões do WhatsApp disponíveis na Microsoft Store podem ser encontrados facilmente pela barra de pesquisa. (TecMundo)Fonte:  TecMundo 

De acordo com o WABetaINfo, as reações estão disponíveis a partir da instalação do WhatsApp Beta para Windows versão 2.2223.11.70 da Microsoft Store. Se o update foi instalado e as reações ainda não apareceram, certifique-se de instalar a atualização beta mais recente da Microsoft Store.

Outras mudanças que chegam ao WhatsApp Beta para desktop através desse update e seu antecessor é a capacidade de adicionar até 512 pessoas aos grupos e de juntar fotos e vídeos em uma única mensagem, como um álbum.

Fonte: TecMundo

Poradmin

WhatsApp libera atualização com grupos de até 512 usuários

No último mês, o WhatsApp liberou as reações de emoji e anunciou umaatualização que permitirá incluir até512 participantes no mesmo grupo. De acordo com informações do site WABetaInfo, as versões beta e estável do WhatsApp já estão atualizando o limite do tamanho de usuários em grupos.

A atualização com a novidade está chegando no patch 2.22.12.10 do WhatsApp Beta para Android, bem como na versão 22.12.0.70 para iOS. Contudo, a mudança não está limitada aos usuários da versão prévia do app.

Segundo os relatos compartilhados pelo site, s usuários que estão instalando as versões mais recentes do app para Android, iOS e desktop também podem aproveitar da funcionalidade. Segundo o WABetaInfoa possibilidade estará disponível para todos nas próximas 24 horas.

Você pode criar um grupo e tentar adicionar até 512 contatos para verificar se o recurso já está disponível no seu dispositivo.

Você pode criar um grupo e tentar adicionar até 512 contatos para verificar se o recurso já está disponível no seu dispositivo.Fonte:  WABetaInfo 

Grupos do WhatsApp

Até então, os grupos do WhatsApp adicionavam até 256 membros, mas a nova atualização permitirá até o dobro do número. De qualquer forma, talvez a contagem não seja tão representativa em relação ao ofertado no Telegram, que permite grupos com até 200 mil participantes em um mesmo chat.

“Uma das principais solicitações que recebemos consistentemente é a opção de adicionar mais pessoas a um bate-papo, então agora estamos lançando lentamente a capacidade de adicionar até 512 pessoas a um grupo”, foi revelado em comunicado oficial no último mês.

Recentemente, o WhatsApp também aumentou o limite de compartilhamento de arquivos para até 2 GB e, em breve, um recurso deve adicionar a possibilidade dos usuários editarem mensagens enviadas.

Fonte: TecMundo

Poradmin

iOS: atualizar manualmente é melhor que esperar avisos, diz Apple

Um executivo de alto escalão da Apple explicou que atualizar o iPhone manualmente garante que você receba novas versões do iOS até um mês antes do que as pessoas que esperam um aviso via notificação do sistema.

Segundo o site MacRumors, quem confirmou isso foi o vice-presidente sênior de engenharia de software da Apple, o carismático Craig Federighi. Ele respondeu ao e-mail de um usuário chamado Mateusz Buda, que ficou incomodado com a demora de várias semanas para receber o aviso de atualização do já liberado iOS 15.4 — mesmo tendo ligado as atualizações automáticas do sistema.

Em resposta, o executivo explicou que a empresa de fato faz o envio do download em “ondas” e privilegia os usuários que vão até as opções de buscar e baixar uma atualização pelas configurações, só depois avisando o resto da comunidade.

Confira a carta na íntegra

“Oi, Mateusz. Nós gradualmente enviamos novas atualizações do iOS primeiro tornando eles disponíveis para aqueles que explicitamente buscam por elas nos Ajustes, e daí de uma a quatro semanas depois (depois que recebemos respostas sobre a atualização) nós ampliamos o envio para os dispositivos com o download automático habilitado. Espero que tenha ajudado! Craig”

Por que isso acontece?

Apesar de Federighi não ter explicado exatamente o motivo dessa diferença temporal e a empresa não ter se pronunciado oficialmente sobre o caso, usuários do tópico original no Reddit especulam que são ao menos dois motivos para que as atualizações sejam divididas entre manuais e automáticas.

O primeiro ponto é não sobrecarregar os servidores da própria Apple, já que enviar a atualização e transferir o firmware ao mesmo tempo para absolutamente todos os usuários de iPhone poderia comprometer a infraestrutura da companhia. Isso também pode valer para a atualização de aplicativos, em especial os nativos ou populares.

Já o segundo envolve eventuais bugs graves ou vulnerabilidades que são descobertas apenas depois que uma pequena parcela dos usuários fez a atualização, permitindo que muitos não entrem em contato com esses problemas.

Fonte: TecMundo

Poradmin

Apple corrige bug espião no Safari com iOS 15.3 e iPadOS 15.3

Apple lançou nesta quarta-feira (26) a atualização iOS 15.3 iPadOS 15.3. Essa já é a terceira grande versão de correção e melhorias da atual geração dos sistemas operacionais de iPhones e iPads.

Além de otimizações e resolução de bugs, essa atualização fecha uma vulnerabilidade específica e grave que foi identificada há alguns dias e relatada para a Maçã. Trata-se de um bug no JavaScript do navegador Safari que afeta páginas que utilizam o IndexedDB.

Se explorado, ele é capaz de espionar a sua navegação, gerando o nome de todos os sites que foram utilizados pelo usuário na sessão. Como consequência adicional, dados e informações pessoais como nome de usuário e imagem de perfil em cadastros também podem ser extraídos no processo.

Atualizações frequentes

O iOS 15.2 foi lançado em dezembro do ano passado e, um mês depois, recebeu um patch que corrigia falhas de segurança.

Donos de aparelhos que sejam compatíveis com a atualização devem receber a partir de hoje a notificação a respeito da disponibilidade do download. O processo é altamente recomendado a todos os usuários. Detalhes sobre a atualização podem ser vistos na íntegra no site de suporte da empresa (em inglês).

Fonte:Tecmundo

Poradmin

Apple lança iOS 15.0.2 com correção para bug que apagava fotos

Lançado em setembro para o público em geral, o iOS 15 ganhou uma nova atualização na segunda-feira (11), trazendo correções para vários bugs relatados pelos usuários. É o segundo update do sistema disponibilizado pela Apple, lembrando que o primeiro consertou o erro que impedia o desbloqueio do iPhone com o Apple Watch, além de outras coisas.

O iOS 15.0.2 corrige, principalmente, as falhas relatadas nas últimas duas semanas, como a que excluía fotos armazenadas na biblioteca do aplicativo Mensagens ao remover o tópico ou a conversa associada a elas. A desconexão que ocorria ao executar apps de áudio no CarPlay também não deve existir mais.

De acordo com a Apple, a compilação 19A404 ainda trouxe melhorias para a carteira MagSafe, que volta a ser adicionada ao app Buscar e a emitir alerta em caso de desconexão. Já as AirTags tiveram a compatibilidade melhorada, possibilitando a exibição de itens no painel do serviço Buscar.

Outro bug corrigido é a falha na restauração ou atualização do dispositivo ao usar os programas Finder ou iTunes, em alguns modelos de iPhone 13. Novas brechas de segurança que poderiam trazer preocupação para os usuários também foram fechadas após a atualização.

iPadOS e watchOS

Novos pacotes de correções também foram disponibilizados para o iPad e o Apple Watch. No caso do tablet, o iPadOS 15.0.2 inclui as mesmas melhorias relacionadas à exclusão de fotos, às AirTags e aos programas iTunes e Finder citadas acima.

Por sua vez, o watchOS 8.0.1 corrigiu o bug que deixava indisponíveis os ajustes de acessibilidade para alguns usuários do Watch Series 3. Na mesma versão do relógio inteligente da Maçã, a exibição do progresso da atualização do sistema agora está mais precisa.

As atualizações podem ser acessadas na opção “Ajustes” do iPhone e do iPad, pressionando a seguir “Atualização de software”. No smartwatch, vá em “Ajustes”, depois “Geral” e “Atualização de software”.

Fonte:TecMundo