Onnee Blog

Poradmin

Apple estaria desenvolvendo um leitor de digitais ultrassônico para iPhones

A Apple pode estar planejando trazer o TouchID de volta aos iPhone sob os displays do smartphones. Segundo rumores, a empresa estaria desenvolvendo um leitor de digitais ultrassônico capaz de identificar o usuário a partir do toque na tela. A solução poderia ser usada como uma alternativa ao FaceID, lançado no iPhone X, que desagradou boa parte dos consumidores da marca.

Embora leitores de impressões digitais sob a tela não seja algo inédito, a Apple estaria trabalhando em uma tecnologia diferente do que as usadas atualmente por empresas chinesas. Nas versões convencionais, o equipamento tem sensor óptico que usa luz refletida para reconhecer o formato das impressões de digitais na tela. Já a tecnologia ultrassônica da Apple é capaz de capturar detalhes da pele do usuário, sendo mais precisa do que a concorrente, conforme publicou o site Phone Arena.

Além da fabricante de iPhone, a Samsung e a Qualcomm também estariam investindo no desenvolvimento desta tecnologia para lançamentos futuros. O primeiro smartphone da empresa sul-coreana com um sensor de digitais ultrassônico seria o Galaxy S10, que deve ser lançado em 2019 com diversos recursos adicionais para comemorar os 10 anos da linha premium da Samsung.

Voltando para a Apple, ainda não há detalhes de quando a empresa pretende adotar o sensor ultrassônico em seus smartphones. No entanto, é provável que isso só aconteça a partir de 2019, já que a ausência do recurso no próximo iPhone é praticamente certa.

 

Fonte: site Olhar Digital

Poradmin

Google anuncia mudanças em seus planos de armazenamento na nuvem

O Google anunciou nesta segunda-feira, 14, uma reformulação no Google Drive, válida, por ora apenas nos EUA. Agora sob a alcunha de Google One, os planos pagos do serviço de armazenamento na nuvem da empresa incluirão uma nova opção, de 200 GB, e outra de melhor custo-benefício, de 2 TB por 10 dólares ao mês – mesmo valor cobrado até então pela agora extinta opção de 1 TB.
Os valores do Google One começam nos 2 dólares ao mês para o plano de 100 GB e vão até 300 dólares por mês para 30 TB de espaço na nuvem. O Google Drive seguirá existindo, mas englobando agora apenas os 15 GB gratuitos compartilhados com o Gmail. Assinantes de suas opções pagas terão os planos atualizados para o One automaticamente dentro dos próximos meses, inicialmente em território norte-americano. A lista completa de planos inclui:
– 100 GB por 2 dólares/mês
– 200 GB por 3 dólares/mês (novo plano)
– 2 TB por 10 dólares/mês (valor cobrado pelo plano de 1 TB até então)
– 10 TB por 100 dólares/mês
– 20 TB por 200 dólares/mês
– 30 TB por 300 dólares/mês
A mudançade nome acontece por que a atualização ainda traz outras novidades, como acesso rápido a especialistas da empresa para suporte 24 horas por dia e ajuda “com nossos produtos para o consumidor final e serviços”, de acordo com a publicação no blog da empresa. Também será possível compartilhar o plano com até cinco membros da família para simplificar a cobrança no final do mês, além de ter acesso a benefícios de outros produtos da marca – o Google cita créditos no Google Play e até descontos em hotéis encontrados na busca, com mais novidades planejadas.
O Google, no entanto, não deu uma estimativa para o lançamento da novidade no Brasil. Em comunicado, a empresa se limitou a dizer que está “trabalhando para expandir o serviço para mais mercados nos próximos meses”.

 

Fonte: site Olhar Digital