Arquivo de tag Apple

Poradmin

Apple anuncia novo iMac redesenhado e com chip M1

Apple anunciou nesta terça-feira (20), durante o evento Spring loaded, o novo iMac. O eletrônico foi redesenhado e terá entre os destaques o chip M1, o que fará que seja um dos computadores mais poderosos do mercado, segundo a Maçã.

O novo modelo foi completamente redesenhado e será vendido em 7 cores, como laranja, vermelha, azul, roxa e amarela. Será a primeira vez desde os anos 1990 que a marca comercializará computadores tradicionais em versões coloridas.

O novo iMac será mais compacto que as versões anteriores, tendo somente 11,5 milímetros de espessura, com bordas mais finas para permitir que o usuário se concentre no conteúdo da tela. O display retina tem 24 polegadas, 4.5 K de resolução, 11,3 milhões de pixels e revestimento antirreflexo.

A promessa é que o eletrônico caberá em praticamente qualquer lugar de uma casa ou de um escritório. Para ajudar nessa missão, ele terá um cabo de energia que se conectará de maneira magnética. A câmera do iMac será de 1080p FaceTime HD e terá um microfone com tecnologia que foca somente o som emitido pelo usuário do computador, abafando os ruídos ao redor.

Desempenho poderoso

Na parte interna, o computador terá o poderoso chip M1, produzido com a arquitetura Apple Silicon baseada em ARM com processo de fabricação de 5 nanômetros. Aliado ao macOS Big Sur, o PC tem fluidez inédita e “desperta” instantaneamente do modo Sleep. A gigante da tecnologia disse que o desempenho garantirá a abertura de literalmente centenas de abas no Safari.

A CPU de 8 núcleos do M1 garantirá um desempenho 85% mais veloz na exportação de projetos de vídeo no iMovie. A GPU, que também terá até 8 núcleos, fará que o trabalho em programas como Photoshop seja 2 vezes mais rápido do que em outros aparelhos.

Toda essa performance será alcançada com baixo consumo de energia e muita eficiência, como garantiu a Apple. Com esse anúncio, o iMac se junta à família de computadores com M1 (MacBook Air de 13 polegadas, MacBook Pro e Mac mini já têm o chip).

A pré-venda do novo iMac começa em 30 de abril e estará disponível nas lojas a partir da segunda quinzena de maio nos Estados Unidos. Por lá, a versão com GPU de 7 núcleos será vendida a partir de US$ 1.249, e a com GPU de 8 núcleos terá preços a partir de US$ 1.399.

Os dispositivos já estão à venda também na loja oficial brasileira, mas ainda sem confirmação de data de entrega. A versão com GPU de 7 núcleos está custando a partir de R$ 17.599, enquanto a edição com GPU de 8 núcleos tem preços a partir de R$ 20.999.

Fonte:TecMundo

Poradmin

iOS 14.5: nova função ‘ignora’ máscara e desbloqueia iPhone pelo Apple Watch

A Apple disponibilizou, nesta segunda-feira (1), o iOS 14.5 (nova versão do sistema operacional do iPhone) em versão beta para desenvolvedores. A principal mudança é a integração maior entre o iPhone e o Apple Watch, permitindo que o celular seja desbloqueado usando o relógio inteligente.

Na atualização, se o usuário estiver usando uma máscara – para se proteger da Covid-19, por exemplo – e tentar destravar seu iPhone usando o Face ID, o recurso de reconhecimento facial vai “enxergar” a máscara e ativar o destravamento pelo Apple Watch.

No entanto, vale uma ressalva: a função de detecção de pulso (“wrist detection”) do relógio tem que estar ativada. Caso contrário, o usuário terá que seguir o método padrão e digitar o código – ou remover/abaixar a máscara para desbloquear o celular apenas com o rosto.

O Apple Watch também deve estar destravado e contar com recurso de proteção via PIN (senha numérica). O iPhone emitirá um sinal para que o aparelho seja usado no destravamento, com a inserção da senha programada e, com isso, desbloquear o celular.

Outras mudanças do iOS 14.5

O iOS 14.5 também começa a implementar as mudanças de comportamento de privacidade (App Tracking Transparency), por ora, em apps próprios da Apple, como o AirPlay 2 e o Apple Fitness 2. A companhia já confirmou que essas mudanças também vão impactar apps de terceiros, o que vem gerando um desentendimento bem acirrado com o Facebook.

A integração aprimorada entre o Apple Watch e o iPhone é, sem dúvida, o destaque do iOS 14.5. A mudança mencionada acima vem sendo pedida por vários usuários que, em tempos de pandemia, viram a simples ação de destravar seu smartphone um pouco mais complicada devido às medidas de restrição sanitária.

Ainda não há uma data específica para que a versão pública do iOS 14.5 seja lançada para todos usuários.

Fonte:OlharDigital

Poradmin

iPhone 12: usar carregador de terceiros não afeta garantia

A linha iPhone 12 chegou ao mercado sem um carregador na caixa – e a mudança veio acompanhada de dúvidas dos clientes. Recentemente, a Apple acabou com um dos questionamentos sobre os smartphones e revelou que usar fontes de alimentação de terceiros não afeta a garantia dos aparelhos.

Segundo a Apple, os usuários do iPhone 12 não precisarão comprar um carregador próprio da marca para não violar a garantia do smartphone. A companhia ressaltou que o benefício é válido se o usuário utilizar qualquer fonte de alimentação aprovada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A dúvida surgiu por causa do certificado de garantia da Apple, que pode ser lido integralmente aqui. O documento aponta que a empresa não cobre danos causados pelo uso de acessórios de terceiros que “não atenda às especificações do Produto Apple.”

De acordo com a fabricante, para os carregadores, basta que o equipamento siga as normas de segurança da agência reguladora do país para que a garantia não seja violada. “O uso desses carregadores não afetará a garantia do produto”, disse a companhia, em um comunicado enviado ao Tecnoblog.

O posicionamento da Apple sobre o assunto chega após o Procon-SP notificar a companhia sobre a ausência de carregadores na caixa do iPhone 12.

Carregadores da Apple

Para quem pretende utilizar um produto da Apple com o iPhone 12, a empresa oferece carregadores em sua loja oficial no Brasil. O modelo de 20W é o mais básico entre as opções e custa R$ 199.

A empresa também lançou por aqui a linha MagSafe, que possui carregadores e capas magnéticas. As plataformas de alimentação sem fio estão disponíveis por valores a partir de R$ 499, mas também não contam com uma fonte de conexão com a tomada, que deve ser comprada separadamente.

O iPhone 12 já está disponível no Brasil e pode ser encontrado por valores que vão até R$ 14 mil.

Fonte:Tecmundo

Poradmin

Integração entre Mac, iPhone e iPad é ponto forte do Apple Silicon

Migração para a arquitetura ARM facilitou aos desenvolvedores a otimização dos códigos de seus programas para todo o ecossistema da empresa.

A possibilidade de criar um fluxo de trabalho ininterrupto entre dispositivos mobile e desktops é um conceito muito atraente tanto para desenvolvedores quanto para usuários. Com a chegada do sistema operacional macOS Big Sur e a linha de processadores M1, a Apple passa a oferecer esta integração de forma avançada, otimizando seus aplicativos e também levando os apps de iPhone e iPad para o macOS.

A migração para a arquitetura ARM permite aos Macs executar aplicativos para iOS e iPadOS de forma nativa, facilitando aos desenvolvedores a otimização dos códigos de seus programas para todo o ecossistema da empresa.

OApple Silicon e seu chip M1 trazem melhorias para todos os aplicativos desenvolvidos pela empresa, nativos do MacOS ou não. Como exemplo, o Logic Pro, programa de edição de áudio, consegue rodar até três vezes mais instrumentos e plugins de efeito, enquanto o Final Cut Pro seria capaz de renderizar uma timeline complexa de edição de vídeo até seis vezes mais rápido.

Processador M1 trouxe várias novidades para o ecossistema Apple. Crédito: Apple/Divulgação

Processador M1 trouxe várias novidades para o ecossistema Apple. Crédito: Apple/Divulgação

Essa melhora no desempenho dos aplicativos foi possível também graças a uma tecnologia chamada Universal Apps, que combina em um único aplicativo uma versão binária nativa desenvolvida para o Apple Silicon e outra para processadores Intel, fazendo com que o programa possa ser rodado em todos os Macs. A Adobe é uma das empresas que vão lançar aplicativos com esta tecnologia, começando pelo editor Lightroom, em dezembro.

Os aplicativos que não utilizarem o recurso dos Universal Apps poderão usufruir da tecnologia Rosetta 2, que fará a “tradução” dos programas desenvolvidos para Macs com processadores Intel para o sistema Apple Silicon. Criada em 2006, quando os Macs mudaram de processadores da Motorola para modelos PowerPC, a aplicação emula camadas de compatibilidade com processadores anteriores desde então. A nova versão, Rosetta 2, é capaz de traduzir os aplicativos desde a instalação.

Arquitetura ARM ofereceu novas possibilidades aos Macs. Crédito: Apple/Divulgação

Arquitetura ARM ofereceu novas possibilidades aos Macs. Crédito: Apple/Divulgação

Com ares revolucionários, a transição não seria eficiente se não houvesse a aceitação dos desenvolvedores, e estes abraçaram a ideia, classificando a mudança para o chip M1 como “incrível” durante o Apple Event realizado no início de novembro.

Para István Csanády, CEO da Shapr3D, este momento era aguardado há muito tempo, enquanto Ash Hewson, da Affinity, explicou que a preparação de seus aplicativos para o Apple Silicon no Mac durou literalmente um dia. “Conseguimos as primeiras unidades de desenvolvedor assim que foram anunciadas. Não precisamos fazer nada para portá-los”, complementou Phil Libin, CEO da All Turtles e da mmhmm.

Fonte:OlharDigital

Poradmin

iOS 15 deve deixar três modelos de iPhone de fora, diz rumor

O site The Verifier, bem referenciado nos vazamentos sobre a Apple, afirmou nesta segunda-feira (23) que o novo iOS 15 deve chegar apenas nos modelos a partir do iPhone 7.

Caso o rumor se confirme, a nova atualização do sistema operacional deixará de fora os modelos de iPhone 6s e também sua versão Plus, bem como o iPhone SE de primeira geração. Seu lançamento deve ocorrer apenas em junho do próximo ano, junto do iPhone 13.

Inicialmente, o iPhone 6s seria atualizado apenas até o iOS 13, lançado no último ano. Contudo, a Apple estendeu seu plano de atualização para o modelo por mais um ano, permitindo que ele fosse atualizado para o iOS 14 — dessa maneira, a decisão de deixar o modelo de fora das próximas atualizações se torna mais compreensível.

Gráfico mostrando suporte do iOS para dispositivos da Apple a partir do iPhone 6. (Fonte: Patently Apple, Statista / Reprodução)

Enquanto o iOS 15 não for oficialmente anunciado, o rumor serve como indicativo para os usuários que pensam em efetuar a troca para um aparelho mais recente da marca.

O novo sistema operacional da Apple deve chegar em uma versão de testes para desenvolvedores nos próximos meses, com lançamento esperado para a WWDC 2021, em junho do próximo ano.

Poradmin

iPhone 12 é compatível com recarga reversa sem fio, indica FCC

Os novos iPhone 12 são capazes de realizar recarga reversa em acessórios da mesma marca, indicam documentos listados no FCC ID. A ferramenta ainda estaria desabilitada, enquanto a Apple prepara acessórios totalmente compatíveis com o compartilhamento de energia.

Flagrados pelo jornalista Jeremy Horwitz, do site VentureBeat, os documentos afirmam que o iPhone 12, 12 mini12 Pro e 12 Pro Max são compatíveis com carga e recarga por indução, ou seja, podem fornecer energia para acessórios em distâncias curtas, como um carregador sem fio.

“Além de ser compatível com recargas oriundas de um carregador WPT (Wireless Power Transfer) de mesa, os modelos do iPhone de 2020 também são compatíveis com o fornecimento de energia em 360 kHz para carregar acessórios, incluindo um acessório Apple no futuro”, descreve um dos documentos listados noFCC, mencionando todos os dispositivos da linha.

Entretanto, a Apple não citou a compatibilidade com a ferramenta durante o lançamento e as análises lançadas até o momento não revelam a inclusão da ferramenta na atual versão do iOS. Até o momento, o MagSafe é a única novidade relacionada ao carregamento sem fio descrita nos artigos e, curiosamente, os imãs seriam poderosos aliados para recargas de acessórios.

Ademais, o documento afirma que a recarga reversa do iPhone 12 tem potencial limitado aos acessórios Apple e necessita que o smartphone esteja conectado a uma fonte de energia. Ao que parece, os testes da FCC avaliaram somente quando alimentado pelo carregador para tomadas — aquele que não é incluído na caixa —, então não se sabe se a recarga por conexão USB seria compatível.

A descrição do recurso no documento levanta a possibilidade de um lançamento futuro, tornando o iPhone 12 como fonte de energia auxiliar para acessórios durante a noite, enquanto os telefones estão conectados à tomada.

É possível que a Apple esteja aguardando o próximo lançamento de acessórios para apresentar a funcionalidade e acrescentá-la nos novos iPhones 12 através de uma atualização de sistema operacional. Quando contatada pelo The Verge, a Apple não se manifestou sobre o assunto a tempo para a elaboração da matéria.

Fonte:TecMundo

Poradmin

Beta do WhatsApp no iOS permite controlar melhor o uso da memória

Recurso já está presente na versão Android há quase um mês, mas só agora está chegando ao sistema operacional da Apple.

Usuários do WhatsApp no iOS vão receber em breve um recurso já existente na versão Android, o qual mostra um relatório detalhado de como as conversas no app estão usando a memória interna de seu smartphone. Além disso, uma nova tela traz mais indícios de que, em breve, o WhatsApp terá suporte a múltiplos dispositivos, um dos recursos mais pedidos entre os usuários.

O relatório de armazenamento fica em Settings /Storage and Data/Manage Storage. Lá o usuário verá uma nova interface, com três seções. A primeira tem uma barra, indicando quanto de espaço em seu aparelho os dados (conversas, áudio, vídeo, imagens, etc) do WhatsApp estão ocupando, em relação ao uso total da memória interna.

Na segunda seção, o usuário pode ver quais arquivos foram compartilhados, para excluir mídia desnecessária e liberar espaço. Isso inclui arquivos encaminhados e arquivos grandes.

Na última seção, há uma lista das conversas, com a possibilidade de buscar por alguma específica. Este novo relatório só está chegando agora ao iOS, mas existe no Android desde a versão 2.20.201.9, lançada no fim de setembro.

Outra novidade é uma tela para “usar o WhatsApp em outros dispositivos”, indicando que o tão aguardado suporte a múltiplos aparelhos está próximo. Um botão chamado “Link a device” permite conectar um dispositivo a uma conta, e será possível usar até quatro aparelhos em uma conta. No momento, entretanto, este recurso está inativo.

Finalmente, silêncio

Um outro recurso há muito aguardado chegou a todos os usuários do WhatsApp nesta última semana: a capacidade de silenciar permanentemente uma conversa. Antes só era possível fazer isso por oito horas, uma semana ou um ano. Agora, a opção de um ano foi substituída por “para sempre”.

Pode parecer uma opção radical, mas é útil para quem não quer acompanhar em tempo real todas as mensagens de um grupo de alto tráfego, ou aqueles grupos de família dos quais não dá para sair.

Fonte:OlharDigital

Poradmin

iOS 14 continua trocando apps padrão do sistema mesmo após atualização

Empresa liberou correção especificamente para solucionar problema, mas ele continua acontecendo quando a troca é feita pela App Store.

iOS 14 é o mais aberto da história da Apple, e a empresa segue mostrando que essa não é sua especialidade. Com o lançamento do iOS 14.1, o sistema operacional continua trocando o app padrão para email e navegador automaticamente após o usuário definir outras opções que não o Mail e o Safari.

Quando a Apple liberou o iOS 14, um bug fez com que, sempre que o celular reiniciasse, o sistema restaurasse os apps para os da própria companhia. Após algumas queixas, uma atualização foi rapidamente produzida e liberada, corrigindo o problema, mas não totalmente.

Mesmo com o iOS 14.1, o sistema ainda não consegue manter as definições do usuário quando o ajuste é feito por meio da App Store. O processo pode ser visto abaixo, como exposto pelo desenvolvedor exposto pelo desenvolvedor David Clarke no Twitter e divulgado pelo site The Verge.

Até o momento, a Apple não se manifestou sobre o problema, mas é bastante provável que a correção seja incluída em uma atualização menor que venha a ser lançada nas próximas semanas, sem precisar esperar pelo iOS 14.2. Para isso, no entanto, é necessário reconhecer o bug e se dispor a corrigi-lo.

O iOS 14 foge bastante do que a Apple está acostumada a fazer para o iPhone. Além de permitir a troca dos aplicativos padrão do sistema, o software também trouxe uma capacidade mais profunda de personalização, com a possibilidade de definir widgets e de remover ícones da tela principal, ao estilo do Android, oferecendo novas formas de organização.

Fonte:OlharDigital

Poradmin

Vazamento detalha modelos, configuração e preços dos iPhone 12

Serão 4 modelos de iPhone, com preços variando de US$ 699 a US$ 1.099; De acordo com o rumor, dois modelos estarão nas lojas já nas próximas semanas.

Informações publicadas na rede social chinesa Weibo por um usuário chamado Kang nos dão uma boa idéia do que esperar da Apple no evento programado para a próxima terça-feira: quatro modelos de iPhones, além de alguns acessórios.

De acordo com Kang, que tem um histórico de precisão de 98,7% em suas informações, segundo o site AppleTrack, os quatro smartphones serão o iPhone 12 Mini, iPhone 12, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max.

Todos eles terão suporte a redes 5G, inclusive a redes mmWave nos modelos vendidos nos EUA, e tela OLED Super Retina XDR que antes era usada apenas nos modelos Pro. Também usarão cerâmica na composição do vidro, para torná-lo mais resistente a quedas, e serão capazes de gravar vídeo no padrão Dolby Vision HDR.

iPhones para todos os gostos

O iPhone 12 mini será o modelo de entrada, com preço sugerido de R$ 699 e tela de 5,4 polegadas. É o iPhone para quem gosta de telas “pequenas”. Estará disponível em preto, branco, vermelho, azu e verde, em versões com 64 a 256 GB de armazenamento interno e duas câmeras na traseira, uma grande angular e uma ultrawide. Será o último modelo nas lojas, entrando em pré-venda em 6 ou 7 de novembro, e com data de lançamento estimada para 13 ou 14 de novembro.

O segundo modelo é o iPhone 12, custando a partir de R$ 799. Estará disponível nas cores preta, branca, vermelha, azul e verde, também em versões com 64 a 256 GB de memória interna. Terá as mesmas câmeras do mini, e estará disponível para pré-venda em 16 ou 17 de outubro, com data de lançamento estimada em 23 ou 24 de outubro.

O iPhone 12 Pro vai custar US$ 999 e estará disponível nas cores ouro, prata, grafite e azul, com armazenamento interno variando de 128 GB a 512 GB. Além das câmeras grande-angular e ultrawide, ele terá também uma câmera telefoto com zoom óptico de 4x e sensor Lidar (radar laser) para realidade aumentada. Também estará disponível para pré-venda em 16 ou 17 de outubro, com data de lançamento estimada em 23 ou 24 de outubro.

Por fim temos o iPhone 12 Pro Max, custando a partir de US$ 1.099. Assim como no 12 Pro ele estará disponível nas cores ouro, prata, grafite e azul, com armazenamento interno variando de 128 GB a 512 GB. O conjunto de câmeras e sensores (incluindo Lidar) é o mesmo do 12 Pro, mas o zoom óptico da câmera telefoto será de 5x. A pré-venda começa em 13 ou 14 de novembro, com lançamento em 20 ou 21 de novembro.

Novos acessórios

Segundo Kang, nenhum dos modelos virá acompanhado de carregador ou fones de ouvido. A Apple também está preparando alguns acessórios, como um novo carregador wireless chamado “MagSafe”, nome que a Apple já usou anteriormente para o conector de força dos MacBooks, que se prediam magneticamente ao computador.

Por fim, teremos um novo alto-falante inteligente, o HomePod Mini, com preço sugerido de 99 e baseado no mesmo processador S5 usado no Apple Watch de 5ª geração e no Apple Watch SE. O alto-falante terá 8,4 cm de altura e preço sugerido de US$ 99.

O evento da Apple terá o tema “Hi, Speed“, algo que pode ser traduzido como “Olá, velocidade” mas também é uma brincadeira com “High Speed”, ou alta velocidade, uma possível referência ao suporte a 5G nos smartphones.

A transmissão via Internet acontecerá a partir das 14h desta terça-feira (13), horário de Brasília, no site da Apple.

Fonte:Olhar Digital

Poradmin

WhatsApp: atualização vai permitir liberar espaço no celular

O site WABetaInfo, especializado em publicar recursos que ainda vão estrear na versão final do WhatsApp, postou sobre um recurso que vai ajudar os usuários do aplicativo a economizar espaço na memória do smartphone, sem que seja necessário excluir arquivos importantes.

Atualmente, as opções para manejar o uso do armazenamento do dispositivo, disponíveis no app, são bastante limitadas. Você pode impedir o download imediato de imagens e vídeos, visualizar o quanto de espaço está sendo ocupado, além de excluir conversas inteiras, incluindo todos os arquivos que foram trocados entre você e o contato (ou em um grupo).

No entanto, essas opções impedem que o usuário libere espaço na memória do smartphone, e continue mantendo arquivos leves, que ele gostaria de guardar.

Novo menu de configurações

O novo recurso para gerenciar o uso da memória do smartphone conta com um menu de configurações renovado, que vai permitir ao usuário encontrar facilmente os maiores arquivos trocados em um determinado chat, que, geralmente, são vídeos logos.

Dessa forma, será possível excluir grandes arquivos, liberando mais espaço no celular, ao mesmo tempo em que imagens e documentos importantes são mantidos. O usuário será capaz de listar arquivos organizando-os pelo tamanho e pela data.

O recurso já está disponível para os usuários cadastrados no programa WhatsApp Beta para iOS e Android. No entanto, o programa não está aceitando novos usuários neste momento, por falta de vagas.

Fonte: TecMundo