Número de dispositivos inteligentes deve superar o de humanos em breve

Poradmin

Número de dispositivos inteligentes deve superar o de humanos em breve

Um estudo da empresa de consultoria Gartner aponta que o número de dispositivos inteligentes como computadores, smartphones e equipamentos vestíveis deve superar o de humanos em breve.

Segundo os especialistas, isso ainda não deve acontecer em 2021, quando o número de dispositivos deve atingir 6,2 bilhões, contra 7,8 bilhões de habitantes na Terra.

A empresa prevê que haverá um aumento de 125 milhões de dispositivos a mais em uso em 2022 em relação a 2020. Esse acréscimo deve acontecer por conta de um desejo dos consumidores por fatores de forma mais flexíveis, além de uma recuperação do mercado de smartphones, o que deve acelerar o declínio a longo prazo dos desktops.

Durante a pandemia, o número de smartphones em uso caiu 2,6%, passando para 4,29 bilhões de usuários ativos em 2020. No entanto, a previsão é de recuperação para 2021, quando o número deve aumentar para 4,32 bilhões e subir ainda mais em 2022, quando deve chegar em 4,45 bilhões.

5G deve ajudar a aumentar vendas

Com a chegada do 5G em alguns países e a ampliação das redes em outros, o número de aparelhos compatíveis com essa tecnologia deve ajudar a impulsionar o número de dispositivos vendidos nos próximos anos.

Como o 5G será a chave para que a chamada internet das coisas seja de fato viável, os pesquisadores acreditam que aparelhos que hoje não são conectados passem a ser dispositivos inteligentes, como é o caso de eletrodomésticos, como geladeiras, fogões, máquinas de lavar e microondas. 

Indo na contramão, aqueda no uso de desktops, que são o tipo de computador mais usado em escritórios, caiu por conta da ida de boa parte da força de trabalho para o regime de home office. 

No entanto, isso ajudou no crescimento do uso de outros tipos de aparelhos. “A demanda por laptops 4G / 5G conectados e outros dispositivos aumentará conforme a justificativa de negócios aumenta”, declarou Ranjit Atwal, diretor de pesquisa sênior da Gartner.

Fonte:Olhar Digital

Sobre o autor

admin administrator

Deixe uma resposta