Arquivo mensal março 2021

Poradmin

Xiaomi lança Mi Mix Fold, primeiro dobrável da marca

Após os anúncios da Xiaomi na última segunda-feira (29), a chinesa voltou a divulgar novos produtos na manhã desta terça-feira (30). Entre os lançamentos de hoje está o esperado Mi Mix Fold, o primeiro smartphone dobrável da marca.

O dispositivo conta com uma grande tela AMOLED de 8,1 polegadas, suporte para Dolby Vision e resolução de 2K. Para uma experiência mais imersiva, o celular vem com quatro alto-falantes. A marca afirma que o dispositivo tem ótimo desempenho para aqueles que querem usar o aparelho para games.

Enquanto o smartphone estiver dobrado, o usuário pode continuar a utilizá-lo por meio de uma tela AMOLED de 6,52 polegadas. O display frontal, no entanto, não é Full HD, contando com resolução de 2520 x 840.  A taxa de atualização da tela externa é de 90 Hz e sensibilidade ao toque de 180 Hz. 
Aberto, a resolução é de WQHD+, taxa de atualização de 60 Hz e de amostragem de toque de 120 Hz. 
Segundo a empresa, a dobra foi testada um milhão de vezes.

xiaomi

O smartphone conta uma superbateria e carregamento rápido

Já a respeito das especificações, o Mi Mix Fold tem chip Snapdragon 888, atual carro-chefe da Qualcomm, superbateria de 5.020 mAh e carregamento de 67W, garantindo mais rapidez na hora da recarga. O modelo conta com 12 GB de RAM, e 256 GB ou 512 GB de armazenamento. Além disso, vem com o novo processador C1, produzido pela própria Xiaomi, prometendo mais performance.

Lente líquida

O conjunto de câmeras traz um grande diferencial: são as primeiras do mundo com lente líquida, que promete imitar o comportamento do olho humano e se adaptar mais rapidamente às cenas focadas. O smartphone vem com lente principal de 108 MP, sensor ultra-wide de 13 MP e outra duas lentes de macro e zoom de 8 MP.

xiaomi

A lente líquida nas câmeras promete fotos mais “realistas” ao imitar o comportamento do olho humano (Xiaomi/Divulgação)

Disponibilidade e preços

A pré-venda do celular começa hoje (30) e as vendas oficiais terá início no dia 16 de abril na China.

fonte: tecmundo

Poradmin

Golpe no WhatsApp usa falsa pesquisa do SUS para clonar conta

Um grupo de golpistas que se fingem de funcionários do Sistema Único de Saúde (SUS) está aplicando um método já bastante conhecido para clonar perfis de WhatsApp, aproveitando-se da temática da pandemia e da confiança do público na instituição.

Segundo o Canaltech, a técnica já é bastante conhecida e utilizada em outros contextos, e começou a ser aplicada principalmente no ano passado. O golpista envia uma mensagem avisando que é do SUS e que está realizando uma pesquisa sobre a covid-19, a respeito de sintomas e cuidados com higienização.

Ao final da conversa, ele pede o envio de um código numérico enviado via SMS para finalizar o processo. Esta sequência, na verdade, são os números de verificação de ativação da conta em outro telefone — e, por padrão, é tudo o que separa o golpista da clonagem.

Quando os criminosos clonam uma conta, elas podem usar a lista de contatos original da pessoa para aplicar os mais variados golpes, incluindo pedir empréstimos bancários se passando pela vítima.

O que fazer?

Além de desconfiar de mensagens enviadas sem contexto ou de instituições que não usem contas comerciais no WhatsApp, o principal método de prevenção contra a clonagem do perfil é a ativação da autenticação de dois fatores.

Isso gera um segundo código numérico, um PIN que apenas você configura e, assim como qualquer outra senha, não deve passar para mais ninguém. Se esse recurso estiver habilitado, o golpista não consegue concluir a fraude.

Em um especial no canal do YouTube, o TecMundo já explicou por que o WhatsApp é um alvo tão fácil de golpes desse tipo.

Fonte:TecMundo

Poradmin

PIX recebe aumento no limite e permite pagamentos com 100% da TED

O Banco Central liberou hoje (1) um aumento no limite de pagamentos do PIX, sistema de transferências bancárias gratuito lançado no ano passado. A partir de agora, é possível realizar operações com 100% do valor da TED ou compras no cartão de débito, o dobro da capacidade praticada anteriormente.

Com o aumento do limite, os usuários podem realizar transferências com valores maiores, mas o número exato é variável. As instituições financeiras definem o teto de pagamentos com o PIX, que pode mudar de acordo com as regras da banco, relação do cliente com o sistema e horário da operação.

Para saber o novo valor máximo que você pode transferir, é necessário entrar em contato com seu banco ou checar seu aplicativo de internet banking, que pode trazer a informação. Algumas instituições também divulgam os valores em seu site, como é o caso da Caixa, que oferecia teto máximo de R$ 5.000 e ainda não atualizou a tabela de limites.

O aumento de valor para transferências via PIX faz parte do planejamento do Banco Central para a ferramenta em 2021. Com a mudança, a tendência é que o sistema gratuito lançado no ano passado ganhe ainda mais força para substituir a TED e a DOC, bem como pagamentos com boleto e até dinheiro.

Fonte:TecMundo