Arquivo mensal dezembro 2020

Poradmin

Você já pode pagar passagem com QR Code em trens e metrôs de SP

Simplificando a vida dos passageiros, o metrô e os trens da região metropolitana de São Paulo agora aceitam pagamento de passagens com QR Code. O modelo de bilhete digital foi lançado pelo governo estadual na última sexta-feira (11).

Com o valor de R$ 4,40, a passagem pode ser adquirida e usada através do aplicativo TOP. Dessa forma, o usuário só precisa apresentar o código nas catracas das estações do metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Segundo o governo de São Paulo, além de promover mais segurança na mobilidade urbana, o uso do QR Code evitará o contato físico ou manuseio de dinheiro. No caso, o pagamento pode ser realizado com cartão de crédito ou débito.

Assim, os usuários podem comprar diariamente até 10 bilhetes digitais usando o aplicativo TOP. Sem prazo de vencimento, as passagens ficam disponíveis para serem utilizadas quando for necessário.

Os bilhetes impressos com QR Code também estarão à venda nas máquinas de atendimento localizadas nas estações e em lojas parceiras. No entanto, é recomendado o uso em até 72 horas para evitar possíveis danos e desgastes na impressão.

Também vale destacar que a passagem impressa com o código digital não pode ser dobrada, rasgada ou molhada. Portanto, os usuários precisarão ter um cuidado maior ao adquirir essa versão do bilhete.

Catracas especiais com leitores de QR Code

Durante o período de implantação do bilhete digital, as catracas com os leitores de QR Code estarão sinalizadas nas estações do metrô e da CPTM. Bem como, haverá profissionais para auxiliar os usuários.

Além disso, os terminais com a tecnologia reconhecerão as passagens impressas ou digitais, realizando o escaneamento do código diretamente da tela do celular. No segundo caso, isso facilitará bastante a vida dos usuários.

Fonte:TecMundo

Poradmin

YouTube e Gmail fora do ar? Serviços do Google estão instáveis

Na manhã desta segunda-feira (14), os serviços do Google estão enfrentando instabilidade. O problema está afetando aplicações como GmailYouTubeGoogle Drive, Analytics, Trends e Google Meet.

De acordo com o site DownDetector, serviço que recolhe reportes de instabilidades em sites da web, os relatos de instabilidade começaram a aparecer por volta das 8h20. O mapa de reclamações indica problemas na Europa, Estados Unidos e Brasil.

Até o momento do fechamento desta notícia, o painel de status do Google Workspace não registrou nenhuma queda, mas durante os nossos testes não foi possível acessar nenhum dos serviços da gigante das buscas.

As redes sociais também estão inundadas de reclamações dos usuários.

Fonte:TecMundo

Poradmin

Google Maps ganha recurso de ‘viagem rápida’

Não são poucos os recursos adicionados recentemente ao Google Maps, o que mostra que a gigante das buscas dedica uma atenção especial ao aplicativo. A novidade, desta vez, promete oferecer aos usuários atalhos muito bem-vindos para a definição de trajetos. Trata-se do Go Tap, que disponibiliza, na tela inicial, destinos frequentemente acessados e permite que sejam ativados com um simples toque.

De acordo com a empresa, basta selecionar o botão dedicado à funcionalidade no canto inferior direito do display, do mesmo modo como faria para inserir endereços. Na lista de consultas anteriores que se abre, algumas opções serão destacadas – e outro toque exibe o histórico completo.

Depois, é possível optar por marcar caminhos futuros ou diversas modalidades para uma única rota, por exemplo, a pé, de carro e de ônibus.

Tempos de pandemia

A implementação, exclusiva para Android, destaca a Google, deve aprimorar a pesquisa de rotas e até de horários de transportes públicos, facilitando o planejamento dos usuários em tempos de pandemia, nos quais determinar os melhores horários e trajetos pensando-se no distanciamento social é fundamental para se evitar a proliferação do novo coronavírus.

Por fim, visando auxiliar pequenos comerciantes, a companhia também está investindo em publicidade offline, encorajando as pessoas a avaliarem negócios locais para darem uma força a eles e, quem sabe, evitarem que fechem as portas em um momento tão delicado.

Para conferir se o Go Tap já chegou até você, verifique se há atualizações disponíveis no Google Play. Como a liberação é gradual, não se descarta que alguns dias sejam necessários à completa “entrega” mundial. Usuários de iOS, por enquanto, ficam de fora.

fonte: tecmundo

Poradmin

Governo inaugura site institucional da ANPD

O governo federal inaugurou na semana passada o site institucional da Agência Nacional de Proteção de Dados (ANPD), órgão que irá fiscalizar e aplicar sanções ao descumprimento dos termos dispostos na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrou em vigor em setembro deste ano.

A página tem notícias institucionais, a agenda oficial do presidente do órgão, um documento com perguntas e respostas (FAQ) sobre a LGPD e links para os canais de atendimento ao público, incluindo um número de telefone e endereço de e-mail.

Entretanto, segundo o Teletime, “apesar de permitir o envio de denúncias, elogios e sugestões, não estão definidos os fluxos e quais instâncias esses procedimentos passarão”.

Estrutura da ANPD

Além da fiscalização da LGPD, a ANPD tem como atribuições “promover, entre a população, o conhecimento das normas e políticas públicas sobre proteção de dados pessoais; e estimular, entre as empresas, a adoção de padrões para serviços e produtos que facilitem o controle pelos clientes sobre seus dados”.

O conselho diretor do órgão foi aprovado pelo senado em votação em 21 de outubro deste ano. Dos cinco nomes indicados pelo presidente Jair Bolsonaro, três são militares: o coronel Waldemar Gonçalves Ortunho, nomeado para um mandato de seis anos como diretor-presidente da autoridade; o também coronel Arthur Pereira Sabbat, especialista em segurança da informação no Gabinete de Segurança Institucional (GSI); e Joacil Basilio Rael, ex-colega de Bolsonaro na Academia Militar das Agulhas Negras.

Completam a lista a professora de Direito Miriam Wimmer, diretora de políticas de telecomunicações no Ministério das Comunicações, e a advogada Nairane Farias Rabelo, única representante do setor privado no conselho.

A presença de militares na diretoria do órgão causa preocupação. A Coalizão Direitos na Rede, organização que agrega mais de 40 entidades brasileiras da academia e da sociedade civil de defesa dos direitos digitais, uniu-se à Access Now, entidade global que se dedica a defender os direitos digitais de usuários em risco ao redor do mundo, para enviar uma carta à Comissão Europeia, ao Conselho da Europa e à Global Privacy Assembly alertando sobre os riscos da presença militar no Conselho Diretor da ANPD.

Nenhuma outra autoridade de proteção de dados do mundo possui configuração semelhante à brasileira, o que nos coloca numa posição um tanto desconfortável no debate internacional.

Fonte:OlharDigital

Poradmin

iPhone 12: usar carregador de terceiros não afeta garantia

A linha iPhone 12 chegou ao mercado sem um carregador na caixa – e a mudança veio acompanhada de dúvidas dos clientes. Recentemente, a Apple acabou com um dos questionamentos sobre os smartphones e revelou que usar fontes de alimentação de terceiros não afeta a garantia dos aparelhos.

Segundo a Apple, os usuários do iPhone 12 não precisarão comprar um carregador próprio da marca para não violar a garantia do smartphone. A companhia ressaltou que o benefício é válido se o usuário utilizar qualquer fonte de alimentação aprovada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A dúvida surgiu por causa do certificado de garantia da Apple, que pode ser lido integralmente aqui. O documento aponta que a empresa não cobre danos causados pelo uso de acessórios de terceiros que “não atenda às especificações do Produto Apple.”

De acordo com a fabricante, para os carregadores, basta que o equipamento siga as normas de segurança da agência reguladora do país para que a garantia não seja violada. “O uso desses carregadores não afetará a garantia do produto”, disse a companhia, em um comunicado enviado ao Tecnoblog.

O posicionamento da Apple sobre o assunto chega após o Procon-SP notificar a companhia sobre a ausência de carregadores na caixa do iPhone 12.

Carregadores da Apple

Para quem pretende utilizar um produto da Apple com o iPhone 12, a empresa oferece carregadores em sua loja oficial no Brasil. O modelo de 20W é o mais básico entre as opções e custa R$ 199.

A empresa também lançou por aqui a linha MagSafe, que possui carregadores e capas magnéticas. As plataformas de alimentação sem fio estão disponíveis por valores a partir de R$ 499, mas também não contam com uma fonte de conexão com a tomada, que deve ser comprada separadamente.

O iPhone 12 já está disponível no Brasil e pode ser encontrado por valores que vão até R$ 14 mil.

Fonte:Tecmundo